Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Vigilância genômica 02/12/2021 | 08h00

Rio Grande do Sul intensifica vigilância para identificar possível entrada da variante ômicron


CONFIRA O ÁUDIO


Rio Grande do Sul intensifica vigilância para identificar possível entrada da variante ômicron
Foto: NIAID/NIH


Departamento de Jornalismo

O Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) intensificou o trabalho de vigilância genômica,  que permite identificar as variantes do coronavírus circulantes no Estado, desde a última segunda-feira (29), especialmente, a possível entrada no Estado da ômicron, constatada inicialmente na África do Sul.

De acordo com o especialista em saúde do Cevs, Richard Salvato, a nova variante ômicron traz uma preocupação pelo alto número de mutações presentes em regiões importantes do vírus. E que  podem ocasionar mudanças importantes no comportamento do coronavírus. No entanto, adianta que é cedo para dizer se de fato isso irá acontecer.

Salvato acrescenta que essa nova variante foi inicialmente identificada em alguns países da África e se espalhou rapidamente na Europa. Inclusive, existe uma expectativa da ômicron ser ainda mais transmissível que outras variantes. Portanto, o especialista em saúde do Cevs ainda reforça a importância da imunização, a fim de evitar a propagação do vírus e,por tabela, o surgimento de novas variantes.

E apesar de não haver nenhum caso dessa nova variante identificada no Brasil, ainda assim, o Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) já intensificou o processo de vigilância genômica, onde todas as amostras testadas serão submetidas a análise específica,  para identificar a qual variante elas pertencem.

Salvato assinala que o envio de amostras para a Fiocruz permanece como estratégia de vigilância genômica, adotada pelo Ministério da Saúde. Contudo, a fim de identificar precocemente possíveis casos da nova variante em solo gaúcho, o Cevs já realiza preliminarmente essa análise.  

 







Em breve
Nenhum jogo no momento.