Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

História 15/09/2021 | 08h26

Primeira vereadora transexual de Caxias do Sul pretende defender o protagonismo social


Primeira vereadora transexual de Caxias do Sul pretende defender o protagonismo social
Foto: Bruna Giusti / Divulgação Câmara de Vereadores

A terceira suplente do PT Cleonice Félix de Araújo, tendo em vista a licença paternidade do vereador Lucas Caregnato (PT), assumiu uma vaga na Câmara de Vereadores de Caxias do Sul na manhã de terça-feira (14). Cleo entrou para a história por ter sido a primeira vereadora transexual a ser empossada no parlamento.

A posse ocorreu às 09h34 e foi possível após a desistência de Roselaine Frigeri e Alfredo Tatto, primeira e segundo suplentes do PT, respectivamente. Cleo ocupa o cargo de vereadora até esta quarta-feira (15). A ativista do movimento LGBT+ tem 42 anos, é artesã, cursa Direito e reside há 17 anos em Caxias.

De origem indígena, nasceu em Rio Branco (MT) e deixou a casa dos pais aos 11 anos de idade devido à orientação sexual. Viveu quatro anos presa, quando era obrigada a se prostituir, assim como outras adolescentes. Em seu discurso na tribuna, emocionada, falou em nome de vidas que defendem o protagonismo social.

Cleo Araújo recebeu 1.045 votos no pleito de 2020. A vereadora disse que pretende apresentar um projeto de lei para estabelecer diretrizes à Política Municipal de Promoção da Cidadania LGBT e Enfrentamento da Homofobia e também propor a criação de dois conselhos municipais – dos Direitos da População LGBT e de Religiões de Matrizes Africanas.


Departamento de Jornalismo


CONFIRA O ÁUDIO








Em breve
Nenhum jogo no momento.