Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Bairro Marechal Floriano 25/10/2021 | 12h48

Prefeitura tenta resolver condições de trafegabilidade na rua Cristóforo Randon sem prejudicar recicladores


Prefeitura tenta resolver condições de trafegabilidade na rua Cristóforo Randon sem prejudicar recicladores
Foto: Codeca/ Divulgação

A permanência de catadores de lixo nas imediações do Estádio Centenário prejudica o trânsito na rua Cristóforo Randon, no bairro Marechal Floriano, e fez com que o Executivo pensasse em maneiras de resolver as condições de trafegabilidade na área, sem prejudicar os recicladores. A intenção da Prefeitura de Caxias em adquirir 10 terrenos na localidade, visando a construção de um pavilhão que concentraria a atividade dos recicladores, desagradou associações que representam a categoria, existentes no Município.

Eles alegam que as associações têm enfrentado algumas dificuldades financeiras e a Prefeitura nunca ofereceu nenhum tipo de subsídio que auxiliasse os conveniados a quitar gastos fixos com aluguel e luz, por exemplo. Portanto, acreditam que seria mais assertivo, por parte do governo, alocar essas pessoas nas associações já existentes ao invés de gastar dinheiro público criando um novo espaço.

Segundo o prefeito Adiló Didomenico (PSDB), o assunto vem sendo tratado com o padre Renato Ariotti desde 2017. Sendo acordado, com o então vereador Adiló, na época, que os recicladores independentes seriam alocados em um terreno, nas proximidades da cooperativa de táxi Coocaver, graças a uma parceria com o empresariado local. Porém, as tratativas não avançaram com o Executivo. Atualmente, os recicladores aceitam sair da Cristóforo Randon, desde que a atividade continue na mesma comunidade.

O prefeito também explicou que os terrenos em questão fazem parte do campo suplementar do Caxias e chegaram a ir para leilão, em duas oportunidades, porém, não houve interessados. O que levou o Executivo a decretar o espaço como de utilidade pública. Agora, caberá ao setor jurídico da Prefeitura entrar em consenso com o Judiciário, demonstrando interesse em adquirir essa área. 

Inclusive, o prefeito pediu ao secretário do Desenvolvimento Econômico, Élvio Gianni, que se reunisse com a direção do Caxias, a fim de retificar a matrícula do estádio, uma vez que existe um grupo de empresários interessados em adquirir e preservar aquela área.

Em se tratando de custos para o Município, o prefeito disse que o Executivo já estaria em negociação com a Coocaver, e com outros dois empresários, interessados em bancar esse investimento, em regime de permuta. E a meta do governo é desobstruir a via até meados de 2022, já que ela dá acesso à saída de Caxias para Farroupilha pela ERS-122.

Sendo assim, apesar de respeitar a opinião das associações de recicladores, que têm visto a proposta com certas ressalvas, o prefeito assegura que a medida deve avançar, já que o impacto aos cofres públicos será mínimo, ante as parcerias firmadas. No entanto, antes é preciso observar questões legais, uma vez que a área encontra-se em litígio, ou seja, sob responsabilidade da Justiça.


Departamento de Jornalismo


CONFIRA O ÁUDIO








Em breve
Nenhum jogo no momento.