Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Canil Municipal 17/09/2020 | 16h26

Prefeitura diz que economia e melhor estrutura justificam permuta da área do Canil


Prefeitura diz que economia e melhor estrutura justificam permuta da área do Canil
Foto: Fábio Campelo/Divulgação

A proposta de transferência do Canil Municipal para nova localidade por meio de permuta tem como principal justificativa a capacidade financeira da Prefeitura de Caxias do Sul. Já existia projeto licitado para a construção de uma nova estrutura na instalação de São Virgílio. No entanto, a estimativa é de que a alternativa poderia ter os custos elevados para cerca de R$ 4 milhões e, ainda assim, não ser o bastante para atender a demanda da cidade. 

Problemas de operacionalização e de capacidade teriam sido expostos pelos próprios técnicos da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semma). A pasta ainda aponta tendência de conflito do atual espaço com o perímetro urbano caxiense. No caso da aprovação de uma mudança de endereço do abrigo, ele ficaria mais distante da área urbana do Município.

A possível permuta já havia sido apresentada em outras ocasiões, e foi analisada pela administração. Conforme informação do Executivo, especialistas da Semma prepararam um projeto de estrutura a fazer parte de um possível acordo. A empresa interessada na troca dos terrenos teria de construir a edificação conforme as indicações dos servidores da Prefeitura.

A administração garante que o plano formulado cumpre com as especificidades de um empreendimento deste tipo. No entanto, a principal vantagem seria o custo zero na obra do novo Centro de Bem Estar Animal.

Entretanto, o objetivo de mudança e da execução de um novo projeto sofre críticas por parte da Sociedade dos Amigos dos Animais (Soama) e da Proteção Animal Caxias (PAC). Ambas cobram garantias dos elementos necessários para atendimento qualificado a cães e gatos, bem como transparência do processo de permuta.

Há descontentamento por parte das entidades que gostariam de ter participado da elaboração do projeto do novo Centro, já que as duas têm experiência na administração de canis. A PAC mantém uma instalação própria, e a Soama foi a administradora do Canil Municipal por 18 anos, período que se encerrou em outubro de 2016.

O secretário Municipal de Meio Ambiente afirma que jamais deixou de receber os representantes de diferentes setores que tinham demandas a apresentar à pasta. Nério Susin nega que exista sigilo sobre informações do projeto de permuta, frisando que o objetivo era a execução da obra no mais breve prazo.

Ele acrescenta que a pressa existe por conta da situação dos animais acolhidos pelo Canil Municipal, onde há pouco mais do que casinhas do que o abrigo de casinhas de madeira. Susin enfatiza que as organizações não procuraram a Semma para apurar informações sobre a nova estrutura.

Nério Susin adianta que o projeto do Centro conta com recepção, lavanderia, escritórios, vestiários, refeitório, salas fechadas de medicamentos, necropsia e ambulatório. Caso autorizada, a troca de propriedades só ocorreria com a conclusão completa da obra e adequação total desta com os requisitos que constam no projeto formulado pela Secretaria. Concluída a construção, ficaria sob responsabilidade da Prefeitura o aparelhamento da instalação.

O Município garante que conta com os materiais necessários para colocar o possível novo abrigo em funcionamento. Todavia, para que a permuta seja realizada é necessária a aprovação de projeto na Câmara de Vereadores, e a administração está otimista sobre a avaliação do Legislativo.


Departamento de Jornalismo


CONFIRA O ÁUDIO








Em breve
Nenhum jogo no momento.