Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Polícia 04/08/2021 | 18h00

Policiamento Rural em Caxias contará com o auxílio de grupo de WhatsApp para atender demandas


Policiamento Rural em Caxias contará com o auxílio de grupo de WhatsApp para atender demandas
Foto: Divulgação internet

Deve ser criado nos próximos dias um grupo de WhatsApp para auxiliar no atendimento de demandas do Policiamento Rural em Caxias do Sul. A ideia foi resultado de uma reunião da Comissão de Segurança Pública e Proteção Social, realizada na última semana. O encontro contou com a participação de representantes do 12º Batalhão de Polícia Militar (12º BPM) e da Polícia Civil, além de outras autoridades.
De acordo com o presidente da comissão parlamentar, vereador Alexandre Bortoluz (PP), o grupo será como um canal de emergência, composto por subprefeitos e vereadores das comunidades do interior da cidade, além de membros da autoridade. Assim, facilitará o acesso de atendimento policial para eventuais casos. Uma das ilegalidades mais registradas em regiões rurais é o abigeato, quando ocorre o furto de animais.

O 12º BPM alega que não existe um convênio entre o município e o Estado, relacionado ao policiamento comunitário e que esta iniciativa é uma forma de melhorar a atuação em determinadas localidades. Bortoluz explica que o grupo será criado na tentativa de facilitar a comunicação em locais onde o sinal de celular é precário. Ele enfatiza que não será aberto ao público em geral para evitar a descentralização das mensagens.

“A gente sabe que temos um problema muito grande no interior de Caxias do Sul, na área rural, de telecomunicação que por diversas vezes algumas operadoras não funcionam em alguns distritos de nossa cidade Então, a gente resolveu pelo menos como um projeto piloto tomar essa atitude para que consigamos verificar se realmente se consegue dialogar dessa maneira e facilitar o serviço da Brigada Militar para a comunidade que é mais retirada do perímetro urbano. Quando a gente fala nessas comunidades mais retiradas, a população que mora lá foca mais no subprefeito ou nos vereadores que representam a comunidade, então por isso que o grupo vai ser bem restrito para facilitar e a informação chegar com mais precisão e agilidade à BM”, detalha.

Ainda não há uma estimativa de quantas pessoas devem integrar o grupo, mas a expectativa é inserir dois membros de cada localidade.


Departamento de Jornalismo






Em breve
Nenhum jogo no momento.