Rádio Caxias

Notícias



ESTADO

Impactos 12/07/2020 | 16h40

Pesquisa da Fecomércio demonstra que vestuário foi o segmento mais afetado pela pandemia


Pesquisa da Fecomércio demonstra que vestuário foi o segmento mais afetado pela pandemia
Foto: Divulgação

Uma pesquisa realizada entre os dias 27 de maio e 08 de junho ouviu 385 empresas gaúchas participantes do sistema tributário Simples. Destes dados colhidos foi possível analisar que o segmento mais afetado pela crise econômica, oriunda da pandemia, é o comércio de vestuário. Segundo as respostas, 97% dos empresários perderam rendas devido o fechamento das lojas. Ainda os dados mostraram que os pequenos empreendedores foram o que mais sentiram a queda da vendas. 71% dos empresários que responderam a pesquisa possuem menos de cinco funcionários.

O presidente da Fecomércio RS, Luiz Carlos Bohn destaca alguns números da pesquisa. Segundo ele, as análises demonstraram que 41,1% das empresas tiveram perda superior a 50% no período de pandemia. 83% destes empresários precisaram mudar as estratégias para conseguir manter-se no mercado de trabalho, de acordo com Bohn dentre estas mudanças, 40% optaram pelas demissões. Ainda, o presidente comenta que 60% do segmento está sobrevivendo com capital próprio, contudo 9% precisaram de empréstimos.

O presidente da Fecomércio acredita que estes números de queda ocorreram devido à falta de confiança da população. O vestuário é um segmento não essencial e na visão de Luiz Carlos Bohn é a primeira despesa a ser cortada pelas famílias, quando não se há certeza de recebimento de salários. Ele comenta que as pessoas ainda seguem cautelosas devido o alto número de demissões que estão ocorrendo em todo o Estado.

Bohn comenta ainda que a expectativa dos empresários, segundo dados divulgados a nível Federal é que o Produto Interno Bruto (PIB) caia cerca de 9% neste ano, trazendo grandes prejuízos ao Brasil. Contudo, segundo o presidente da Fecomércio, dos entrevistados 59% já estão no mercado de trabalho a mais de 10 anos, sendo assim já passaram por outras crises. Por isso, Luiz Carlos Bohn acredita que apesar de ser mais prolongada esta situação econômica também será superada.


Departamento de Jornalismo






Em breve
Nenhum jogo no momento.