Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Governo do Estado 14/07/2020 | 15h07

Município pretende reverter bandeira vermelha já na próxima semana


Município pretende reverter bandeira vermelha já na próxima semana
Foto: Fabiana de Lucena / Divulgação

A bandeira vermelha de risco de contágio pela Covid-19 foi confirmada pelo governador Eduardo Leite (PSDB) no final da tarde desta segunda-feira (13). A macrorregião de Caxias do Sul havia tentado recurso contra o nível de restrição anunciado na rodada preliminar. Entretanto, a contestação não obteve o resultado de recuo no índice, ao contrário do que ocorrera nas duas semanas anteriores.

Assim, a Serra Gaúcha permanece em classificação de alto risco, pelo menos até a próxima segunda (20). Entretanto, uma nova avaliação ocorre com a coleta de dados e a divulgação até o final desta semana. Como de costume, ainda há o período de recursos.

O prefeito de Caxias, Flavio Cassina (PTB), destaca a contrariedade à decisão do Governo do Estado. No entanto, ele pontua que a Prefeitura vai respeitar a decisão e preparar o sistema de saúde, citando a possível abertura de novos leitos. Ele ainda pede o auxílio da população para que o avanço do vírus seja controlado, e acrescenta o objetivo é de ampliar a estrutura de combate à pandemia até quinta-feira (16).

O Governo do Rio Grande do Sul anunciou que recebeu 63 recursos sobre as determinações da última rodada preliminar. Das zonas que buscavam recuo da bandeira laranja, foram acatados as contestações de Cruz Alta, Erechim, Santa Cruz do Sul, Santa Rosa e Santo Ângelo. Além da Região de Caxias do Sul, também tiveram os protocolos negados as áreas de Passo Fundo, Novo Hamburgo, Cachoeira do Sul, Palmeira das Missões e Taquara.

A bandeira vermelha significa maiores restrições para as atividades econômicas. Entretanto, houve uma flexibilização da norma por parte do Governo Estadual. Agora a classificação permite que o comércio não essencial adote regimentos especiais de venda, como o “pegue e leve” e a retirada de produtos por consumidores em veículos. O prefeito Flavio Cassina comemorou timidamente a alteração, considerando que apenas alguns setores são atendidos pela mudança.


Departamento de Jornalismo


CONFIRA O ÁUDIO








Em breve
Nenhum jogo no momento.