Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Codeca 03/05/2021 | 15h14

Movimento de recicladores de Caxias do Sul cobra coleta de rejeitos por parte da Codeca


Movimento de recicladores de Caxias do Sul cobra coleta de rejeitos por parte da Codeca
Foto: Divulgação/Internet

Associações de recicladores de Caxias do Sul estariam vendo a renda cair e as dificuldades se acumularem, bem como as pilhas de rejeitos. Segundo o Movimento Catador Legal, a distribuição de materiais por parte da Codeca está ocorrendo de forma desorganizada, e com menor frequência. Assim, o rendimento das instalações e dos trabalhadores associados é prejudicado. Outro problema relatado é a falta de recolhimento dos entulhos, questão que se agravou nos últimos dois meses.

Ocorre que na triagem, os recicladores identificam os itens que podem ser reutilizados e aqueles que não têm valor comercial, os chamados rejeitos. A Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul faz a coleta do volume, mas o serviço também está bastante afetado. Para as associações teria chegado a informação de que a busca dos entulhos reduziu de frequência por conta de problemas nos caminhões. Assim, os rejeitos acabam se acumulando e ocupando espaço de estocagem de novos carregamentos e de trabalho.

A presidente da Associação Vida Nova, Marisa Ferreira, comenta que a unidade costuma receber carregamentos das coletas noturnas. Relata que estes habitualmente têm grande volume de itens sem valor, porém, isto não impedia o rendimento dos associados. No entanto, sem a coleta dos rejeitos o problema se torna mais grave, pois acaba gerando acúmulo. Marisa conta que o Movimento chegou a analisar a possibilidade de auxiliar a Codeca, cobrando ação do Poder Público. A presidente questiona a incapacidade de conserto dos caminhões.

A secretária da Associação de Recicladores e Carroceiros do Aeroporto (Arca), Suelen de Freitas, afirma que o movimento está disposto a enfrentar as dificuldades com a Codeca. Ela frisa que o fim da empresa de economia mista atingiria de forma grave a categoria, salientando que a classe depende da Companhia. Pontua que os trabalhadores entendem o momento que passa a empresa, mas pede por algum retorno. Suelen apela pela conscientização sobre a importância do ofício, que representa renda para cerca de 200 famílias da cidade.

Conforme os recicladores, o escasseamento de caminhões também resulta no aumento dos rejeitos. Isto porque o material acaba sendo transportado em maior quantidade do que o adequado, danificando ou tirando o valor de alguns artigos. Para além disso, o volume de itens reutilizáveis ainda é reduzido pela coleta feita por recicladores de outros municípios e a falta de separação de resíduos nas casas caxienses, entre seletivo e orgânico.


Departamento de Jornalismo


CONFIRA O ÁUDIO








Em breve
Nenhum jogo no momento.