Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Investigação 14/08/2019 | 14h21

Motivação para homicídio na Vila Leon é mistério para a polícia


Motivação para homicídio na Vila Leon é mistério para a polícia
Foto: Edgar Vaz/RádioCaxias

Ivonei Luiz da Rosa, 44 anos, foi executado com oito tiros por volta de 22h30 desta terça-feira (13). O fato aconteceu no interior de uma casa em um beco localizado na Rua Guilherme Franzói, na Vila Leon, Zona Leste de Caxias do Sul.

De acordo com testemunhas, três homens chegaram ao local em um Fiesta de cor prata ou branca. Dois deles entraram na residência e renderam a vítima, que dormia com o filho de 12 anos em um dos cômodos da casa.

Os assassinos levaram a vítima para um banheiro, onde ela foi executada com cinco na cabeça, um no ombro, um no pé e um nas costas. O filho conseguiu fugir, e se refugiou na casa de vizinhos, no andar térreo da construção.

O delegado plantonista Joigler Paduano esteve no local e recolheu as primeiras informações sobre o crime. Ele revelou que Ivonei tinha antecedentes policiais de pouca relevância, sendo que o último registro é de 2012. O delegado revelou ainda que, no local, não foi possível encontrar indícios de motivação para o crime.

A vítima tinha o braço direito amputado, como resultado de um choque elétrico em um acidente de trabalho, em 2013. De acordo com pessoas que estavam nas proximidades, Ivonei e o filho haviam se mudado para o local há menos de um mês. Ele tinha, inclusive, pagado um mês de aluguel adiantado.

O menino, que disse que achou que seria executado, entregou aos policiais um revólver calibre 38 municiado. A arma, que o pai mantinha em casa, tinha cinco cartuchos intactos e a numeração raspada.

Este foi o 42° caso de homicídio do ano em Caxias do Sul, com 44 vítimas. Ao todo, a cidade já registrou um total de 52 vítimas de crimes contra a vida em 2019, computando-se também casos de latrocínios e confrontos com a Brigada Militar.



 


Departamento de Jornalismo


CONFIRA O ÁUDIO








Em breve
Nenhum jogo no momento.