Rádio Caxias

Notícias



ESTADO

Saúde 29/01/2021 | 11h13

Mesmo com queda em internações, Estado reforça alerta para prevenção contra a Covid-19


Mesmo com queda em internações, Estado reforça alerta para prevenção contra a Covid-19
Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini

O governador Eduardo Leite informou nesta quinta-feira (28) que houve uma queda nas internações hospitalares provocadas pelo coronavírus. Porém, isso não significa que a pandemia acabou. Tanto que o chefe do executivo reforçou o pedido para manutenção dos cuidados de prevenção. 

O governador do RS também atualizou  as informações sobre o enfrentamento à pandemia, em transmissão ao vivo pelas redes sociais. Leite disse que o quantitativo de doses encaminhado ao Estado (511,2 mil) só permite a imunização de uma pequena parcela da população. Neste sentido, ele reforçou a intenção do RS em realizar a compra direta de vacinas , caso necessário, apesar de se dizer confiante quanto ao Plano Nacional de Imunizações. 

O governador ainda lembrou as próximas datas festivas, e disse que, apesar de respeitar as manifestações religiosas, elas podem gerar aglomerações e um problema sanitário para o Estado. Portanto, irá repassar orientações às prefeituras coibindo aglomerações. 

A secretária da Saúde, Arita Bergmann, também participou da coletiva de imprensa nesta quinta-feira (28) — ao lado do secretário de Inovação, Ciência e Tecnologia e coordenador dos comitês de Dados e Científico, Luís Lamb. Ela salientou a importância das medidas restritivas adotadas pelo governo em dezembro passado, para conter o avanço do vírus. 

Arita disse que a ampliação de leitos no final de 2020 e em janeiro garantiu capacidade hospitalar suficiente no Estado e permitiu, inclusive, o recebimento de pacientes do estado de Rondônia.

Durante a transmissão, o governador ainda anunciou que a pesquisa Epicovid-19 terá mais duas etapas. A primeira entre os dias 05 e 08 de fevereiro, e a seguinte em abril. A pesquisa  busca estimar o número de pessoas que já contraíram coronavírus no RS.

Nesta fase, a pesquisa contará com um novo método de teste de anticorpos, desenvolvido pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que permite detectar casos mais antigos da doença. Segundo Leite, esses resultados podem ajudar o Estado a definir as ações de enfrentamento à pandemia.


Departamento de Jornalismo


CONFIRA O ÁUDIO








Em breve
Nenhum jogo no momento.