Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Polêmica 04/04/2014 | 07h08

Inquérito sobre conduta de caxiense que incita prática de violência pela internet deve ser finalizado em um mês


CONFIRA O ÁUDIO


Inquérito sobre conduta de caxiense que incita prática de violência pela internet deve ser finalizado em um mês
Reprodução


Departamento de Jornalismo
Deve ser finalizado nos próximos 30 dias o inquérito instaurado para apurar as denúncias recebidas pela Polícia Federal a respeito dos vídeos de caráter discriminatório e de incitação a diversas formas de violência – como o estupro e a pedofilia – divulgados na internet e nas redes sociais pelo caxiense Gustavo Guerra, 20 anos.

As manifestações de Guerra, que se diz neonazista, estão provocando a indignação de milhares de usuários da rede em todo o país.

De acordo com o delegado Vinícius Bella, da Polícia Federal, Guerra pode ser chamado para prestar depoimento após a finalização do relatório.

No conteúdo dos vídeos divulgados na internet, Gustavo Guerra faz apologia ao estupro e diz ainda que é a favor de abusar sexualmente de feministas e lésbicas, e as ofende de diversas formas. Ele afirma, com palavrões, que a culpa pelo estupro é da mulher, e prega a violência contra negros e judeus. O jovem se diz ciente que está praticando apologia ao crime e que as pessoas contrárias às afirmações dele podem processá-lo se quiserem.

A Lei do Crime Racial pune com pena de reclusão de dois a cinco anos e multa atitudes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou nacionalidade. Já o artigo 286 do Código Penal prevê a detenção de três a seis meses de pena para a prática de incitação ao crime.


VEJA TAMBÉM: 



 







Em breve
Nenhum jogo no momento.