Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Adequação 04/10/2021 | 09h21

Governo do Estado lança transição para exigência de vacinação e adequação do Município é alinhada nesta segunda


Governo do Estado lança transição para exigência de vacinação e adequação do Município é alinhada nesta segunda
Foto: Divulgação SES

O Governo do Rio Grande do Sul criou um regramento de transição para adequação às exigências relacionadas à vacinação.Estabelecimentos podem permanecer funcionando conforme as normas anteriores até o dia 17 deste mês. Ainda assim, casas noturnas, bailes, eventos sociais e festas infantis ficam possibilitados a abrir pista de dança com a verificação da situação vacinal do público. Desta forma, a entrada nesses locais deve estar condicionada a apresentação do comprovante de vacinação. Nos casos cujo número de frequentadores ficar entre 401 e 800 presentes também precisará ser exigida a testagem. A mesma regra vale para eventos corporativos com presença de 2,5 mil até 10 mil pessoas.

Assim, a Associação dos Municípios da Encosta Superior Nordeste (Amesne) está para lançar novo protocolo regional nesta segunda-feira (03). O início da semana útil também vai marcar encontro do Gabinete de Crise da Prefeitura de Caxias do Sul. Da reunião deve sair o novo regulamento de distanciamento do Município.  

O diretor da Fiscalização da Secretaria Municipal do Urbanismo (SMU), Rodrigo Lazzarotto, lembra que a Prefeitura sempre tomou posição cautelosa. De toda a forma, ele afirma que não sabe se vai haver alguma restrição a mais do que foi apontado pelo Estado. Lazzarotto aponta que os indicadores da pandemia mostram-se mais controlados, indicando a tendência de acolhimento dos regramentos do Piratini e da Amesne.

A exigência do passaporte vacinal pode ser derrubada pela Prefeitura de Caxias do Sul. Esta possibilidade está alinhada a regramento que deve ser publicado pela Amesne. A Associação ainda deve permitir o consumo de bebidas e alimentos nos pátios de postos de combustíveis e ampliar a ocupação máxima de mesas em restaurantes e similares.

Em apresentações artísticas, o público vai poder ficar a dois metros do palco e a entidade indica a necessidade de um fiscal para cada 300 pessoas. Eventos com mais de 2,5 mil pessoas estão liberados pela Associação de Municípios, mas os mesmos vão precisar de liberação do Comitê Técnico Regional. Ademais, a representação das prefeituras serranas indica que o transporte público tenha capacidade máxima permitida.

 


Departamento de Jornalismo


CONFIRA O ÁUDIO








Em breve
Nenhum jogo no momento.