Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Patrimônio 07/10/2021 | 08h55

Ex-vice-prefeito critica atual governo e diz que objetivo real da Maesa não é virar um empreendimento privado


Ex-vice-prefeito critica atual governo e diz que objetivo real da Maesa não é virar um empreendimento privado
Foto: Divulgação Internet

A alteração da lei para encaminhar Parcerias Público-Privadas (PPPs) mais amplas, no que diz respeito ao complexo da Maesa, é avaliada pelo ex-vice-prefeito de Caxias do Sul Elói Frizzo (PSB) com preocupação. O socialista considera "totalmente desnecessária" a reformulação da legislação que permitiu a doação do espaço no bairro Exposição para o Município e diz que a administração está "empurrando o assunto com a barriga".

Frizzo explica, em entrevista à Rádio Caxias, que a proposta original sempre admitiu PPPs bem pontuais, por exemplo, no Mercado Público, que necessitaria de parceiros privados para atuarem dentro do empreendimento. Porém, o ex-vice-prefeito pontua que a Maesa deve ser gerida por uma entidade que o Poder Público tenha controle.

Para Frizzo, o atual governo municipal desmanchou a equipe de trabalho que atuava na Maesa e opina que o gabinete do prefeito Adiló Didomenico (PSDB) não tem dado a atenção necessária para que houvesse evolução no projeto. A questão do Mercado Público estava bem avançada no caráter jurídico, com a possibilidade da criação de uma cooperativa ou fundação para gerir as ocupações. Nesse contexto, Frizzo sente-se responsável pelo assunto.

Para o socialista, a atual administração não deixa de ser uma continuidade do governo do ex-prefeito Flavio Cassina (PTB). Frizzo acredita que algumas ações que tinham sido superadas para a implantação da Maesa não tiveram o devido andamento.

No fim de março deste ano a Prefeitura de Caxias do Sul contratou um escritório, por meio de concorrência pública, para elaboração do Plano Geral do Conjunto Edificado da Maesa. A primeira parte do estudo foi apresentada no início de agosto. O documento de quase 300 páginas aponta a necessidade de conservação de cada um dos 19 prédios do complexo.

Além disso, decreto publicado recentemente pela Prefeitura permite que pessoas físicas e jurídicas apresentem propostas de projetos, por meio de manifestações de Interesse Privado (MIPs) e de procedimentos de Manifestação de Interesse (PMIs). O objetivo é receber opções para ocupação da Maesa e para a revitalização do Parque da Festa da Uva e do Largo da Estação Férrea.


Departamento de Jornalismo


CONFIRA O ÁUDIO








Em breve
Nenhum jogo no momento.