Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Discussão 13/10/2021 | 09h22

Ex-presidentes defendem autonomia e consideram Samae patrimônio de Caxias do Sul


Ex-presidentes defendem autonomia e consideram Samae patrimônio de Caxias do Sul
Foto: Marco Zeminhani Divulgação.jpg

O Governo do Estado encaminhou à Assembleia três projetos que envolvem o saneamento no Rio Grande do Sul. O primeiro deles foi aprovado e permitiu a privatização da Corsan. Outros dois estão em tramitação: o que trata dos municípios com contratos ativos junto à Corsan e o que abrange as cidades sem vínculo com a estatal, como é o caso de Caxias do Sul.

Ambas as propostas pretendem criar Unidades Regionais de Saneamento, o que pode comprometer a autonomia municipal e alterar a forma de prestação dos serviços próprios. Por isso, a Regional Rio Grande do Sul da Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento (Assemae) indicou um representante para integrar o Grupo de Trabalho sobre Regionalização do Saneamento no RS criado pelo Palácio Piratini.

Nesse contexto, o ex-presidente do Samae, Ângelo Barcarollo, opina que a proposta do Estado fere a autonomia da autarquia que trata quase 80% do esgoto de Caxias do Sul e abastece 97% do território. Servidor da autarquia e presidente em 2020, ele tem o entendimento de que esse debate deveria ter antecipado o Marco Regulatório do Saneamento, sancionado em 2020, considerando a regionalização por bacias hidrográficas e a formação de consórcios. Barcarollo defende que o Samae tem capacidade de investimento, é patrimônio da cidade e não pode aderir a esse projeto complexo que vai gerar muito debate, inclusive jurídico.

Diretor-presidente do Samae por sete anos, sendo em três oportunidades distintas, Elói Frizzo considera criminosa a proposta de privatização da Corsan. Sobre o projeto de regionalização sem a anuência das cidades, Frizzo avalia que o governador Eduardo Leite (PSDB) tenta pressionar a Assembleia para aprovação. O ex-presidente opina que é correta a posição da Câmara de Vereadores; do prefeito, Adiló Didomenico (PSDB); e do diretor-presidente do Samae, Gilberto Meletti, em serem contrários a esse projeto que ele considera absurdo.

No Estado, além de Caxias do Sul, as principais cidades que administram o abastecimento de água e o tratamento de esgoto são Porto Alegre (DMAE), Pelotas (Sanep), São Leopoldo (Semae), Bagé (DAEB) e Novo Hamburgo (Comusa).


Departamento de Jornalismo


CONFIRA O ÁUDIO








Em breve
Nenhum jogo no momento.