Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Plano de Obras 11/06/2021 | 11h28

Estado promete iniciar recuperação de rodovias na Serra até o final do ano


Estado promete iniciar recuperação de rodovias na Serra até o final do ano
Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

O governador gaúcho, Eduardo Leite (PSDB), apresentou o programa Avançar que visa acelerar o desenvolvimento do Rio Grande do Sul. A live transmitida na quarta-feira (09) mostrou que um dos primeiros projetos é o Plano de Obras com investimento viário de R$ 1,3 bilhão.

Na ocasião, o modelo para a concessão de 1.131 quilômetros de rodovias estaduais à iniciativa privada também foi detalhado à sociedade. Além disso, o Plano de Obras prevê investimento de R$ 39,1 milhões para recuperação e conservação de 275,8 quilômetros de nove rodovias na Serra. Os trabalhos devem ser realizados até o final deste ano.

Serão 13 trechos contemplados, sendo os cinco principais: 77 km da ERS-020 (Cambará do Sul-Taquara) com R$ 11,7 milhões; 40 km da Rota do Sol (Lajeado Grande-Tainhas) com R$ 4,8 milhões; 74 km da ERS-110 (Rota do Sol-Bom Jesus) com R$ 4,7 milhões; 11 km do contorno da RSC-453 em Caxias do Sul com R$ 3,4 milhões; e 7 km da VRS-813 (Farroupilha-Garibaldi) com R$ 3,4 milhões.

Também há previsão de R$ 3 milhões para a ERS-122 (20kms entre São Vendelino e Caxias), para o acesso Oeste da RSC-453 (bairro Medianeira-Samuara) e de R$ 1,8 milhão para 17 km da RSC-453 entre Farroupilha e Bento Gonçalves.

Dos 28 acessos municipais (R$ 328,2 milhões) anunciados pelo governador, cinco tem previsão de entrega para este ano, 18 obras em 2022 e outras cinco para depois de 2022. Na Serra, para o próximo ano está previsto o acesso a Montauri. Das 20 ligações regionais (R$ 522,9 milhões), duas serão em 2021, doze em 2022 e seis obras depois de 2022 – na Serra, São Jorge-Guabiju-Nova Araçá.

Os acessos entre Cambará do Sul e São José dos Ausentes; entre Nova Roma do Sul e Antônio Prado; e de Tainhas a Cambará do Sul (Itaimbezinho) estão previstos para o próximo ano. Eduardo Leite disse, após a apresentação, que os investimentos próprios são oriundos do processo de ajuste fiscal, da redução das despesas e das reformas encaminhadas, além da previsão de receita com as privatizações. 

O programa do Governo do Estado também inclui a readequação de projetos executivos das obras a serem realizadas em Montauri, Monte Alegre dos Campos, Pinhal da Serra e União da Serra; e a manutenção de convênios com as Prefeituras de Bento Gonçalves, Dois Irmãos, Guaporé, Monte Belo do Sul e Santa Tereza. De acordo com o governador, o aporte total em recuperação e novos empreendimentos para as 49 cidades das regiões da Serra, Hortênsias e Campos de Cima da Serra será de 192 milhões.


Departamento de Jornalismo


CONFIRA O ÁUDIO








Em breve
Nenhum jogo no momento.