Rádio Caxias

Notícias



REGIÃO

Trajetória 15/10/2021 | 18h46

Entidades e Prefeitura lamentam falecimento de Adelino Colombo e exaltam legado deixado pelo empresário


Entidades e Prefeitura lamentam falecimento de Adelino Colombo e exaltam legado deixado pelo empresário
Foto: Mirela Barbosa/ CDL Caxias

O fundador das Lojas Colombo, Adelino Colombo, morreu na manhã desta sexta-feira (15). O empresário estava internado no Hospital São Francisco, no Complexo da Santa Casa de Porto Alegre. Não foi divulgada a causa do falecimento do presidente do Conselho Administrativo das Lojas Colombo.

Em nota, o Grupo Colombo lamentou a perda e salientou o trabalho incessante do fundador da rede nascida em Farroupilha e que tornou-se a maior do segmento no Sul do País. Segundo o texto, a história da empresa e a biografia de Adelino Colombo são indissociáveis. Ainda assim, a anifestação fez questão de recordar do gosto do empresário por caça, pesca, viagens e das reuniões familiares de domingo.

Diversas representatividades do setor empresarial também manifestaram pesar pela morte. A Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) de Caxias do Sul destacou o respeito e a admiração gerada por Colombo. Para a CIC, ele era um exemplo de simplicidade, conhecimento e capacidade.

Já a Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs) divulgou manifestação do presidente da entidade, Gilberto Porcello Petry. Para Petry, Adelino Colombo foi exemplo como pessoa, cidadão e empresário.

A presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Caxias do Sul (Sindilojas), Idalice Manchini, posiciona-se enlutada pela entidade. Aliás, Adelino Colombo era integrante da diretoria do Sindilojas, ocupando vaga de suplente do Conselho Fiscal. A sindicalista exalta o trabalho do colega, que permaneceu liderando a atuação do Grupo Colombo desde o nascimento do mesmo. Segundo ela, o falecimento surpreendeu, mas enfatiza o legado e os ensinamentos de excelência deixados por Colombo.

Já o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) avalia que Adelino Colombo deixou para a entidade um ganho em empreendedorismo, o respeito e exemplo de liderança. Renato Corso ainda afirma que o empresário destacava-se pela solidariedade, recordando que ele foi dos idealizadores do Homens na Cozinha de Farroupilha e de Caxias do Sul. Corso também exalta a simplicidade de Colombo, bem como a trajetória de sucesso do ex-presidente da CDL.

A Prefeitura de Caxias do Sul também publicou nota sobre o falecimento de Adelino Colombo. O texto destaca a contribuição social e econômica do empresário e manifestação de luto do prefeito Adiló Didomenico (PSDB). Colombo é considerado um visionário pela nota e, para Adiló, a perda deixa um vazio entre as lideranças regionais.

Adelino Colombo, nascido em 1930 em Nova Milano, faleceu com 90 anos. Ele deixa a esposa Ruth Colombo, quatro filhos, 10 netos e dois bisnetos. 


Departamento de Jornalismo


CONFIRA O ÁUDIO








Em breve
Nenhum jogo no momento.