Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Instalações 17/01/2020 | 15h43

Encontro nos próximos dias deve definir divisão de tarefas entre Município e Estado no projeto do novo aeroporto


Encontro nos próximos dias deve definir divisão de tarefas entre Município e Estado no projeto do novo aeroporto
Foto: Seplan/Prefeitura de Caxias do Sul/Divulgação

O Governo do Rio Grande do Sul afirma que tem interesse em pagar as desapropriações em Vila Oliva para a construção do Aeroporto Regional da Serra Gaúcha. No entanto, a Prefeitura de Caxias do Sul e o Estado teriam de firmar um convênio administrativo. O mesmo serviria para a prestação de contas da destinação da verba recebida para as indenizações. Outro requisito para o investimento seria a realização de levantamentos topográficos da área a receber a obra por parte do Município. Os relatórios serviriam para a formalização dos registros do tamanho remanescente das propriedades que tivessem parcelas adquiridas para o Aeroporto. As informações estavam dispostas em termo preparado pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE) repassado ainda em 2014 ao Executivo Municipal.

O secretário estadual Extraordinário de Parcerias, Bruno Vanuzzi, comenta que as obrigações foram passadas à gestão de Daniel Guerra (Republicanos) e que isso ocorreu quando a Prefeitura solicitou posicionamento formal do Piratini sobre a questão. Ele confirma que na ocasião se manifestou que a possibilidade de investimento estadual existia, contanto que o Município tomasse as medidas necessárias. Porém, revela que não houve qualquer encaminhamento após a resposta. Vanuzzi considera que o processo de impeachment de Guerra possa ter impactado no grau de prioridade do Aeroporto.

Bruno Vanuzzi lembra que o projeto da instalação aeroportuária em Vila Oliva se iniciou com o Estado, que teria identificado o terreno escolhido ainda na última década. Salienta que o projeto executivo para a construção chegou a ser licitado em duas ocasiões. O secretário Estadual de Parcerias frisa que nas duas oportunidades, ambas em 2012, tiveram deserção de propostas.

A avaliação do Estado é de que o Aeroporto de Vila Oliva deve ter um grande impacto na economia gaúcha, projetando um salto nos ganhos da matriz turística. Todavia, o Piratini pontua que os valores prometidos pelo Governo Federal seriam suficientes apenas para a obra dos terminais e para a pista. A consideração é de que o projeto ainda demanda muito trabalho para o desenvolvimento das conexões viárias e da infraestrutura do local. Bruno Vanuzzi afirma que o Poder Público Estadual se coloca à disposição para ajudar na tarefa e até coordenar os trabalhos, mas que o aporte financeiro para isso não deve ocorrer.

Os governos Estadual e Municipal devem se encontrar nos próximos dias para tratar de questões que envolvem o Aeroporto Regional. A principal pauta da reunião técnica será a possibilidade de pagamento das desapropriações por parte do Estado. O Piratini teria recebido a informação de que metade do terreno que deve sediar a obra estaria com o processo de aquisição bem encaminhado. Entretanto, não se sabe se esta parcela de terra estaria apenas “apalavrada” ou se os documentos necessários estariam avançados ou concluídos.


Departamento de Jornalismo


CONFIRA O ÁUDIO








Em breve
Nenhum jogo no momento.