Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Obra 27/05/2022 | 13h36

Diretoria da Escola Presidente Vargas pede urgência em reforma de salas para abrigar alunos do município


CONFIRA O ÁUDIO


Diretoria da Escola Presidente Vargas pede urgência em reforma de salas para abrigar alunos do município
Foto: Alana Matos/ Rádio Caxias


POR MARCELO PASSARELLA | DEPARTAMENTO DE JORNALISMO

A condição de sete salas de aula da escola Estadual de Ensino Fundamental (EEEF) Presidente Vargas, que está recebendo alunos matriculados no município, está causando preocupação na diretoria da instituição de ensino e no núcleo regional do Conselho de Professores do Estado (Cpers). Uma vistoria realizada ao longo da última semana pelo Cpers concluiu que as salas que podem receber os alunos estão apresentando infiltrações, rachaduras e problemas no piso.

O diretor do 1º núcleo do Cpers, David Orsi Carnizella, destaca que pelo menos duas das sete salas estão com o piso fragilizado e com frestas entre os blocos de madeira.

O estado das salas que vão receber os alunos também é motivo de preocupação da própria diretoria da escola. De acordo com a diretora da Presidente Vargas, Viviane Canali, podem ser alocados nos novos espaços estudantes da educação infantil e do 1º ano do Ensino Fundamental.

O processo de matrícula está sendo efetuado na Escola Municipal de Ensino Fundamental Luiz Antunes, localizada no bairro Jardim América, por meio de uma parceria entre o município e o Governo do Estado para a utilização das salas de aula que estão ociosas no Presidente Vargas. O objetivo do município é garantir a matrícula de alguns estudantes que estão com inscrição pendente na rede pública. O transporte dos estudantes para a escola situada na zona central da cidade está sendo pago pela prefeitura.

Alunos também estão sendo encaminhados ao Instituto Estadual de Educação Cristóvão de Mendoza e Escola Estadual de Ensino Médio, Clauri Flores. Até agora, de acordo com a diretoria do Presidente Vargas, foram transferidos 12 alunos do município para a escola.

A diretora solicita que as obras sejam realizadas com celeridade pelo Estado para que as salas tenham as condições ideais para o acolhimento dos alunos.

Contatada pela reportagem, a 4ª Coordenadoria Regional de Educação (4ª CRE), afirma que as adequações nas salas de aula já foram encaminhadas por meio da Coordenadoria Regional de Obras Públicas. A avaliação é de que os espaços podem comportar os alunos e que a reforma não vai interferir no andamento das aulas. Não foram informadas as datas para o início e finalização da obra..

Atualmente, estudam na Escola Presidente Vargas 470 alunos, nos turnos da manhã, tarde e noite.







Em breve
Nenhum jogo no momento.