Rádio Caxias

Notícias



ESTADO

Mobilização 10/07/2019 | 06h30

CPERS inicia movimento de construção de greve no magistério estadual


CPERS inicia movimento de construção de greve no magistério estadual
Foto: Cpers

O CPERS-Sindicato, que representa a classe dos trabalhadores da educação no Rio Grande do Sul, definiu a construção de uma grande greve em resposta ao rompimento da mesa de negociações com o Governo do Estado. A mobilização também reivindicará a restituição dos salários atrasados e protestar contra a demissão dos funcionários em licença-saúde. A estruturação da greve vai começar a ser feita a partir de agora e, em setembro, o sindicato vai promover uma assembleia para verificar se há base o suficiente para paralisar.

A vice-presidente do CPERS comenta que a mobilização também vai levar em conta o fato de que a lei orçamentária, votada na Assembleia nesta última terça (09), não menciona nem os 3% referentes aos triênios e quinquênios da classe. Solange Carvalho conta que a negociação com o governador Eduardo Leite era prospectado desde o início do mandato. O primeiro encontro para tratar do assunto, no entanto, ocorreu apenas em maio, onde os professores puderam somente apresentar as reivindicações da categoria. Após isso, mais uma reunião foi feita, mas apenas com o secretário da Educação. O sindicato não obteve resposta do governo até hoje, por isso entendeu como rompimento das negociações e definiu a construção da greve.

Solange destaca ainda que os protestos também repudiam a série de demissões de funcionários em licença-saúde feitos pelo governo. Segundo a vice-presidente, o CPERS está montando um dossiê para entrar com uma ação no Ministério Público.

Durante o Conselho Geral, que ocorreu na última sexta-feira (05), o CPERS também definiu o apoio a atividades contra a reforma da previdência.


Departamento de Jornalismo






Em breve
Nenhum jogo no momento.