Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Economia 01/07/2022 | 14h03

CIC avalia que dívida do Estado com a União é um sintoma da falta de responsabilidade fiscal na gestão pública


CONFIRA O ÁUDIO


CIC avalia que dívida do Estado com a União é um sintoma da falta de responsabilidade fiscal na gestão pública
Foto: Amanda Faccio/CIC Caxias


POR MARCELO PASSARELLA | DEPARTAMENTO DE JORNALISMO

A recente implantação do Regime de Recuperação Fiscal (RRF) do Governo do Estado junto à União repercutiu junto à principal entidade empresarial do município. O presidente da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC), Celestino Loro, destacou nesta quarta-feira (29), no tradicional almoço semanal dos empresários caxienses, a RA CIC Caxias, que a homologação do parcelamento do valor acumulado dos débitos de R$ 16,4 bilhões é a "única solução possível" diante do cenário de falta de responsabilidade fiscal de gestões anteriores do Estado.

Apesar de não ser contrário ao regime de pagamento da dívida, o dirigente ressaltou que os débitos acumulados pelo Rio Grande do Sul são um exemplo do que não deve ser repetido no futuro, para garantir que o Estado tenha a capacidade de investir em projetos que beneficiem toda a sociedade.

No total, o Estado tem um passivo junto ao governo federal de mais de R$ 70 bilhões. O pagamento da dívida foi suspenso entre julho de 2017 e fevereiro de 2022, em função de uma liminar concedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Com a homologação do Regime de Recuperação Fiscal pelo Governo Federal, cujas regras a vigorar nesta sexta-feira (1º), o Rio Grande do Sul vai pagar parcelas menores até o ano de 2030. A partir de 2031, quando se encerra o Plano, as mensalidades voltam ser integrais.







Em breve
Nenhum jogo no momento.