Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Economia 08/07/2019 | 20h26

Chegada do frio faz setor malheiro projetar crescimento de 3% para este ano


Chegada do frio faz setor malheiro projetar crescimento de 3% para este ano
Foto: Pixabay / Divulgação

Neste período de intenso frio, além do turismo, outro setor da economia regional que tem as atividades alavancadas é o têxtil. Após um início de estação mais ameno, as temperaturas baixas dos últimos dias deixaram os empreendedores do ramo animados, mas ainda com os pés no chão. Este é o posicionamento da presidente do Sindicato das Indústrias de Fiação, Tecelagem e Malharias (Fitemasul), Paola Reginatto. Segundo ela, há uma expectativa de crescimento de 3% na área. No entender da empresária, o percentual é satisfatório, com base na crise do país. Ela lembra que é com a venda dos produtos no comércio varejista, que a produção nas indústrias se movimenta.

Paola também explica que a produção das malhas nas indústrias da região é dividida em duas partes. Uma inicia ainda no mês de janeiro, onde neste período os lojistas adquirem as peças de coleção, e a outra neste período de inverno, para reposição. Portanto, o crescimento no setor engloba estes dois períodos econômicos.

Paola Reginatto ainda ressalta que o turismo de inverno também alavanca a produção das indústrias. Neste caso, além dos moradores da Serra, que adquirem peças para esquentar-se no inverno, os turistas de outros estados compram produtos na região para aproveitar o clima frio, e posteriormente levam as mercadorias até os estados de origem, divulgando a produção das malharias.

No ano de 2018, o frio não foi intenso, mas foi prolongado, e por isso as vendas ficaram abaixo do esperado pelos produtores têxteis. De acordo com a presidente, a greve dos caminhoneiros que ocorreu neste período no ano passado auxiliou na queda, devido à demora na chegada dos produtos e as poucas vendas do comércio de malhas.

A Fitemasul possui cerca de 250 malharias associadas em Caxias do Sul e região. Estão contemplados os setores de tecelagem e fiação, que chegam a 533 indústrias associadas na instituição sindical, o que geram mais de 6 mil empregos diretos no município.


Departamento de Jornalismo


CONFIRA O ÁUDIO








Em breve
Nenhum jogo no momento.