Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Emprego 28/01/2021 | 19h48

Caxias fecha mais de 4 mil postos de trabalho em 2020 e vacinação é vista como crucial para recuperação do mercado


Caxias fecha mais de 4 mil postos de trabalho em 2020 e vacinação é vista como crucial para recuperação do mercado
Foto: Divulgação

Caxias do Sul encerrou dezembro com menos 713 vagas no mercado de trabalho que se somam aos mais de 4 mil empregos fechados em 2020 na cidade. O resultado tem forte relação com a pandemia, que teve os piores efeitos sobre a empregabilidade entre março e abril. Em uma recuperação lenta que se iniciou ainda maio, o Munícipio voltou ter saldo positivo no mercado em agosto. Com a indústria puxando o movimento e apesar da fragilidade dos ramos de serviços e do comércio, a abertura de novas vagas ocorreu mensalmente até novembro. Existia expectativa de que a recuperação pudesse persistir no último mês do ano, mas a nova alta de casos de Covid-19 abalou a projeção de recuperação de outros setores além do industrial. Como o período de fim de ano tem característica de decréscimo no número de empregados na indústria, dezembro voltou a apresentar queda nos postos em Caxias.

Ainda assim, há expectativa de que o início da vacinação tenha efeitos positivos para as contratações na cidade, bem como no Rio Grande do Sul e no Brasil. Baseada nos fechamentos anteriores, a coordenadora do Observatório Regional do Trabalho da Universidade de Caxias do Sul (UCS) afirma que há uma reação da economia. Lodonha Maria Soares explica que o planejamento para a imunização em massa da população é crucial para a retomada na oferta de empregos formais. No entanto, ela adianta que este movimento vai ser modesto. Ainda assim, a pesquisadora exalta a tendência de constância, apontando que o Brasil necessita de uma estabilização.

Diferente de Caxias, o Brasil fechou 2020 com leve saldo positivo relacionado à criação de empregos. O País obteve acréscimo próximo a 142,7 mil postos de trabalho. Em nível nacional o segmento que mais contratou foi a construção civil, com acumulado de mais de 112 mil contratados. Já o pior resultado foi do ramo de serviços, que demitiu quase 132,6 mil pessoas no passado.

Do Sul do País saiu o melhor desempenho no mercado de trabalho brasileiro, mas o Rio Grande do Sul foi o único dos três estados da Região a encerrar com queda no número de vagas. Com um pequena baixa no número de postos em dezembro, o mercado Gaúcho terminou o ano passado com cerca de 20,2 mil empregos a menos.


Departamento de Jornalismo






Em breve
Nenhum jogo no momento.