Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Intervenção 04/10/2021 | 12h08

Caminhoneiros defendem intervenção na política de preços da Petrobras


Caminhoneiros defendem intervenção na política de preços da Petrobras
Foto: Divulgação Internet

A Confederação Nacional dos Caminhoneiros e Transportadores Autônomos de Bens e Cargas (Conftac) cobra intervenção na política de preços da Petrobras. Representantes da categoria devem ir à Brasília (DF) nesta semana para exigir medidas do Governo Federal e do Congresso Nacional. Para tanto, documento com demandas está em preparação para ser entregue às casas legislativas e ao Palácio do Planalto.No entanto, o descontentamento parte já dos estados. Na avaliação da entidade, os combustíveis são fortemente encarecidos também pela alta tributação estadual.

A ação da Confederação vem na esteira do último aumento do diesel, que ficou R$ 0,25 mais caro, numa alta de 8,89%. O presidente da entidade salienta que a classe é a mais sensível ao movimento por falta de alternativas para diluir a elevação de custos. André Luis Costa destaca que o cenário é diferente para as empresas do ramo, que têm margem para adequações e renegociações.Assim, o caminhoneiro defende a necessidade de reavaliação do quadro.

André Luis Costa, que também é presidente da Federação dos Caminhoneiros Autônomos do Rio Grande do Sul e Santa Catarina (Fecam), expõe indignação. Considera que a nova alta do diesel foi como um "murro" no transporte. Ele acrescenta que a medida gera reação em cadeia que acaba afetando os preços ao consumidor final.O transportador ressalta que o prejudicado maior é o povo, lamentando que a pouca influência interna na Petrobras, estatal crescentemente capitalizada. Assim, Costa avalia que o momento pode marcar escalada na animosidade referente ao tema no Brasil.

Apesar de considerar a possibilidade de maior "rispidez" no trato da precificação dos combustíveis, a Confederação dos Caminhoneiros descarta articular grandes bloqueios e paradas. Além disso, a Confederação coloca-se contra movimentos semelhantes por considerar que os mesmos costumam gerar mais prejuízos do que ganhos.


Departamento de Jornalismo


CONFIRA O ÁUDIO








Em breve
Nenhum jogo no momento.