Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Infraestrutura 16/09/2020 | 08h49

Audiência pública é realizada e Prefeitura planeja próximas ações do projeto do novo Aeroporto Regional


Audiência pública é realizada e Prefeitura planeja próximas ações do projeto do novo Aeroporto Regional
Foto: Divulgação

A Audiência Pública sobre o Aeroporto Regional da Serra Gaúcha foi realizada na noite desta terça-feira (15) por meio de transmissão digital. Foi apresentada a possibilidade e a necessidade da construção de uma nova unidade aeroportuária para o atendimento da Região. Os aspectos sociais e de demanda foram parte da fundamentação exposta pela empresa Garden Projetos, contratada para estudo de impactos ambientais.

A incapacidade de ampliação do Aeroporto Hugo Cantergiani, a pressão econômica e a falta de conexões aéreas para a Serra Gaúcha justificaram a importância do projeto. A localização estratégica em nível regional também contou para a defesa da relevância do empreendimento.

Os elementos próprios do terreno serviram para atestar a viabilidade ambiental do novo aeroporto. Entretanto, existem ressalvas e contrapartidas que vão ter de ser tomadas na execução da construção, pois por mais que a maior parte da área seja coberta por área de plantio, existem três espaços de mata nativa.

As duas áreas menores devem ser suprimidas pela obra, que vai preservar a maior delas, que contém maior volume de vegetação e uma nascente do Rio Piaí. Todavia, é prevista a necessidade de remoção e replantio de espécies nativas ameaçadas e esforço semelhante é indicado a ser executado com animais da área.

As equipes da consultora atuaram em frentes diversas para mapear os impactos da obra. Isto inclui a observação da fauna local, com a identificação de répteis, anfíbios, aves e uma maioria de mamíferos de pequeno porte. No entanto, até mesmo um leão-baio e um veado campeiro teriam sido avistados durante o período de estudo sobre a localidade de Vila Oliva.

A orientação é de que o máximo de animais nativos sejam removidos da área e devolvidos à natureza antes do início da execução dos trabalhos. Todas essas tarefas necessárias à evolução da futura obra estão contidas em um Plano Básico Ambiental (PBA), quetem 39 programas para a redução dos efeitos negativos na natureza local.

O prefeito de Caxias do Sul fez uma das primeiras manifestações da agenda desta terça, na qual enfatizou o caráter histórico do evento. Flavio Cassina (PTB) valorizou o esforço conjunto da sociedade caxiense pela evolução do projeto do Aeroporto de Vila Oliva, e apontou que o empreendimento deve carregar desenvolvimento para toda a Serra, acrescentando que isto não dispensa o cuidado com os recursos naturais. Entretanto, Cassina ponderou que os estudos realizados garantiram a possibilidade da construção da instalação aeroportuária.

Feita a apresentação dos estudos, abriu-se o espaço para as participações da comunidade em geral. Entre as manifestações estiveram muitos elogios ao trabalho e defesas de um amplo planejamento urbano. Também foram feitos questionamentos sobre a acessibilidade, possíveis modais alternativos, impactos econômicos e sobre a utilização da estrutura.

O diretor-técnico da consultora contratada, Elton Boldo, explicou que a definição de atuação dos aeroportos brasileiros parte da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Ele adiantou que a Anac considera que a nova instalação vai ter capacidade apenas para pousos e decolagens de voos comerciais e executivos. O profissional complementou que o recebimento de cargas dependeria de uma reavaliação do Governo Federal sobre a capacidade do Aeroporto Regional.

A Licença Prévia (LP) para a construção do Aeroporto ainda não foi obtida. O processo segue aberto para manifestações que podem ser encaminhadas até a próxima terça-feira (22) pelo email aeroporto-caxias@fepam.rs.gov.br.

Haverá análise e possíveis complementações do Estudo e do de Impacto Ambiental (EIA/Rima) por parte da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam). Após concluídos estes processos é que esta primeira licença é emitida. Os próximos passos são a obtenção das licenças de Instalação (LI) e de Operação (LO).


Departamento de Jornalismo


CONFIRA O ÁUDIO








Em breve
Nenhum jogo no momento.