Rádio Caxias

Notícias



ESTADO

Saúde 05/08/2022 | 10h29

Ainda sem proteção contra a varíola dos macacos, Sociedade de Infectologia demonstra preocupação com aumento de casos


CONFIRA O ÁUDIO


Ainda sem proteção contra a varíola dos macacos, Sociedade de Infectologia demonstra preocupação com aumento de casos
Foto: Governo do Brasil


Por Alana Matos | Departamento de Jornalismo

Diante do constante aumento de infecções do vírus Monkeypox, conhecido popularmente como varíola dos macacos, a Sociedade Gaúcha de Infectologia (SGI) manifesta preocupação com os números. Caxias do Sul registrou na última terça-feira (02) o segundo caso da doença no município, ambos em mulheres sem histórico de viagem recente, mas com contato com pessoas que viajaram.

Além da crescente de casos, a primeira morte pela doença no Brasil, registrada no fim do mês de julho, é outro fator que coloca a Sociedade em alerta. O presidente da Sociedade Gaúcha de Infectologia (SGI), Alessandro Pasqualotto, diz que mesmo com a baixa letalidade, o aumento do número de casos é acompanhado com preocupação.

Pasqualotto ressalta que neste momento é fundamental que a população esteja informada sobre a doença e os sintomas. Vale ressaltar que não existe, até o momento, uma vacina especifica para esse vírus, porém imunizantes da varíola tradicional podem ser usados. Segundo o presidente, essas vacinas possuem cerca de 80% de proteção, mas, devido à falta de estoque, ainda precisam ser produzidas.

Ele destaca a demora de diagnóstico e de produção de um imunizante para a doença, mesmo após a pandemia da covid-19.

Entre janeiro e junho deste ano, foram confirmados mais de 7 mil casos da varíola dos macacos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em mais de 60 países.







Em breve
Nenhum jogo no momento.